Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



UM CESTO DE ROSAS

Quarta-feira, 18.07.07

                                                                      

Pauto a minha vida pelos momentos vividos

cada um é um ponto tricotado na minha manta

este foi um momento de cor de perfume de emoções de rosas muitas rosas

um retalho de amizade

que só tem sentido quando

se faz tudo para a manter e desenvolver

cuidamos com o coração e queremos com a alma

se fala e entende em silêncios adivinhados

percebemos quão fundamental e necessária a sua presença

tenho a grata felicidade de não ter andado à procura

mas de ter encontrado alguém que como eu investe nesta

dualidade de sentimentos

é uma amizade eterna da alma

porquê não genética?

falo de ti amiga para ti

hoje fui feliz

tu fizeste acontecer felicidade

quem a não ser uma pessoa como tu

capaz de tamanha surpresa de tamanha grandeza

Fim de tarde quieta e soalheira

entras em minha casa envolta em ternura

e disfarce de ansiedade

trazes um enorme cesto

uma mancha escarlate e aveludada preenche o teu abraço

cruzamo-nos em olhar lampejante

fixo os teus olhos negros

por instantes não reconheço o momento

entre nós um cesto de rosas muitas rosas

Se fosse um sonho...seria um de encantar...

em tuas mãos uma tiara cravejada de rubis

irradiando a nossa amizade em varanda

de um qualquer castelo perdido em noite sem estrelas

para realçar a pureza de cada pedra preciosa

Não sonhei

são rosas preciosidade maior

que ofuscam a nossa presença

era tempo de as olhar

de abraçá-las também

de sentir e absorver a macieza o cheiro a cor

para eternizar em mim as sensações únicas de um momento puro

de gratidão a ti

a mim por ter sido capaz de construir esta amizade

Mas que fortuna me entregas!

um cesto de rosas

cada rosa tem em si vivências deste caminho

cada pétala conta alegrias e sorrisos medos e tristezas

segredos e cumplicidades

se me permites guardarei cada rosa no meu coração

uma por cada ano vivido 

a cada uma vou segredar pedaços de memórias e sonhos

e cantar o nome dos que amo

mas...como o tempo de as olhar é curto demais para mim

resolvi fotografá-las para as guardar

já que a beleza de uma flor é efémera

mas nunca o momento

para quem oferece e recebe

Amiga partes com as mãos perfumadas deixando o meu coração envolto de cor e alegria

viver é isto partilhar momentos cativar

para ti também um cesto de rosas

 

Pinta-se em tons de fogo um poente em promessas de um amanhã suave e quente o meu olhar inunda de luz oceânica este retalho tricotado com carinho

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por dolce_vita às 22:01


1 comentário

De Carla a 18.07.2007 às 23:34

Depois de tais palavras, que são demasiado belas, só te posso dizer que es a minha AMIGA, e que a nossa Amizade é Única..
Obrigada por partilhares comigo todos os momemtos..esta empatia que acontece..esta amizade..bem-hajas!! Adoro-te miúda Linda!!


Comentar post





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Julho 2007

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031